domingo, 15 de junho de 2014

Pertinácia

(Ricardo Guilherme dos Santos)


Eu preciso ser forte, sem querer impor-me
Sobre meu semelhante
E ser humilde, sem ser fraco
Preciso dar um jeito de ser respeitado
Sem precisar desrespeitar ninguém

Preciso aprender com o sofrimento,
Preciso cair e levantar
Para aprender a andar e poder crescer

Preciso ser justo e imparcial
Ser dotado de sabedoria,
Não deixando nunca de ser simples
E compreender os incompreendidos
Como também os que não me compreendem

Preciso ser sutil sem passar despercebido
E ser combativo, sem ser violento
Preciso saber falar na hora certa
E me calar 
Quando minhas palavras 
De nada adiantarem...

Mas, em meu silêncio,
Preciso não me sentir derrotado
E ter forças para recomeçar
Sempre que for preciso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário