sábado, 23 de novembro de 2013

Histórias de Mulheres - Miguel Carqueija

Especialista em elaborar tramas com protagonistas femininas, em Histórias de Mulheres o experiente autor Miguel Carqueija nos traz três textos centralizados em dramas e superações de algumas de suas heroínas.

O primeiro deles – Destinos Divergentes – é o mais longo dos três e está ambientado no distante século XXXV. Trata-se do início da saga A Odisseia da Fênix, uma aventura espacial com nuances político-ideológicas, mescladas com ficção científica hard, mas cujo argumento principal é o conflituoso relacionamento entre a Fênix (Lina Wells) e sua filha adolescente Ginger. Em meio a uma jornada espacial perigosa, num ambiente de batalhas contra a Dinastia Imperial, Lina procura encontrar uma linguagem que a reaproxime da rebelde Ginger. A história ganha ares de fantasia quando a adolescente embarca no Virtuon e acaba sendo levada para uma espécie de dimensão paralela, onde acaba se apaixonando por um elfo.

O cenário acima traçado pode parecer por demais heterogêneo, porém Miguel costura com maestria a trama, descrevendo de maneira bastante eficaz não apenas os ambientes e conflitos, mas sobretudo os sentimentos das personagens principais, foco principal da trama. Sem dúvida, no íntimo trata-se de uma história de amor, que mostra a força deste sentimento mesmo quando confrontado com as mais intensas (e aparentemente insolúveis) divergências de opiniões.

O Senhor da Árvore Oca nos apresenta uma história na qual as personagens partem à procura de suas próprias identidades. Duas garotas desgarradas de suas famílias veem seus destinos se encontrarem num ambiente desértico e em um momento crucial na vida de uma delas. É a partir daí que seus caminhos se unem e elas seguem juntas à procura do sábio Senhor da Árvore Oca, o homem com respostas para todas as perguntas – o conselheiro ideal para iluminar os caminhos de suas atribuladas juventudes. O que encontrarão talvez não seja exatamente o que procuravam, mas por certo poderá ser aquilo que necessitavam conquistar.

Os Senhores do Fogo é o menor dos três textos, porém não menos agradável que os seus antecessores. Também é uma jornada de busca interior e conta a trajetória de uma Cavaleira Livre, uma jovem oriental que decide ir ao encontro dos temidos Senhores do Fogo, com a ousada intenção de exigir deles que dividam com todos os povos os segredos do fogo corpuscular, permitindo-lhes partilhar dos benefícios das luzes elétricas. Ao chegar no Castelo Azul, todavia, a Cavaleira percebe que sua missão pode não mais ser necessária. Ou talvez ainda haja a necessidade, porém outra seja a missão a ela reservada.

Histórias de Mulheres é mais uma obra com a inconfundível assinatura de Carqueija. Três textos que mesclam diversos elementos do fantástico, com cenários e emoções bem descritos. E – o mais importante – centrados na garra e no caráter de suas protagonistas, verdadeiras fortalezas cuja essência, sem dúvida, Miguel sabe como poucos identificar nas mulheres do mundo real.


O melhor de tudo: a obra está disponível para leitura gratuita em versão e-book no Recanto das Letras: http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/4513418

Um comentário:

  1. Sou fã de Miguel Carqueija, embora não conheça (ainda), todas suas obras. Este gentil autor elabora como poucos cenários e mundos, sua forma de abordargem de temas complexos como amor e relacionamentos sociais são excelentes possuem graus de alcance tanto para jovens quanto para adultos. Seus personagens tem uma humanidade vista em poucos humanos no mundo real. Me sinto uma afortunada em poder manter algum contato com Miguel Carqueija. Mas... Deixa de blá, blá, blá que tenho que correr e conferir estas obras. Abraço a todos.

    ResponderExcluir